Hello mundo, tudo bem? Como vocês já sabem eu adoro física, química e matemática. Sempre fui mega curiosa, e vivo perguntando coisas s...

0 Comments

   Hello mundo, tudo bem? Como vocês já sabem eu adoro física, química e matemática. Sempre fui mega curiosa, e vivo perguntando coisas sem sentido - para os outros claro, porque para mim faz muito! Então hoje vamos conhecer um pouco mais da obra que "lançou" Stephen Hawking neste mundo de escritor?


   O físico Stephen Hawking, é uma das mentes mais brilhantes da segunda de todos os tempos. Ele discute os assuntos mais profundos e obscuros do universo com a mesma naturalidade de quem está em um boteco discutindo o último jogo de futebol. O problema, é que toda essa teoria que ele estuda sobre as origens, o destino e as leis do universo estão embasadas em uma matemática pesadíssima, que é completamente inacessível para a grande maioria das pessoas.
   Com objetivo de divulgar os seus estudos e as teorias mais recentes da física para um público mais amplo, fora do círculo acadêmico do pós-doutorado, no final da década de 1980 Sr Hawking publicou o livro Uma Breve História do Tempo, que foi o seu primeiro livro voltado para o público leigo, onde usou como premissa não incluir nenhuma equação matemática, exceto a já popular E = mc2.
   Eu já havia lido este livro há algum tempo. No livro, ele fala sobre conceitos muito profundos e abstratos, tais como, buracos negros, viagens no tempo, espaço-tempo, cones de luz, tempo imaginário, teoria das cordas, física quântica, universo n-dimensional, big bang, big crunch, etc., porém, sem toda a base teórica que existe por trás desses assuntos, você acaba tendo que aceitar as coisas sem entender muito bem os “por quês”. Mas, verdade seja dita, se você quiser entender bem todos estes conceitos, procure pesquisar muito sobre o assunto. Não vai ser em um livro voltado para leigos que todos estes assuntos serão destrinchados com profundidade.
   Portanto, se seu objetivo é ter uma visão geral sobre as principais teorias a respeito do mundo em que vivemos, o livro é excelente. Ele mostra teorias de diferentes físicos e tenta argumentar os prós e contras de cada uma delas. O autor usa uma linguagem relativamente acessível, dada a complexidade do assunto, e busca usar exemplos do cotidiano para ilustrar suas teorias. Em alguns momentos, ele questiona a possibilidade da participação de Deus na criação do universo, sem opinar conclusivamente sobre o assunto.

Agora quatro curiosidades sobre o amado e incrivelmente inteligente Stephen:
1_ É autor de um livro infantil;
2_ Ele não gosta de biologia;
3_ Sempre tirou notas baixas no colégio;
4_ Ajudou a criar a teoria de que o Universo não tem limites.



You may also like